sábado, 6 de agosto de 2016

[Resenha] - Para todos os garotos que já amei - Jenny Han

   
     Vamos falar um pouco sobre um dos meus romances favoritos!



Ficha Técnica:

Título: Para todos os garotos que já amei
Título original: To all the boys I loved before
Autor(a): Jenny Han
Editora: Intrínseca
Páginas: 316






Sinopse:

"Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou - cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar."

Resenha:


   Lara Jean (Laranjinha) é uma adolescente mega dependente das irmãs. O pai dela é um ginecologista muito engraçado que após a morte da esposa, faz de tudo para que as meninas não percam o lado oriental delas (Até mesmo fazendo comidas típicas que, as vezes, não saem muito boas). Lara Jean escreve cartas, mas nunca as envia. São cartas para que ela se desapaixone pelos garotos para quem ela enviaria as cartas. 



"Se o amor é como uma possessão, talvez minhas cartas sejam meu exorcismo.
As cartas me libertam. Ou pelo menos deveriam"

   Esse tipo de "exorcismo" estava funcionando, até que, de alguma maneira, as cartas vão parar nas mãos dos garotos, e como não poderia ficar pior (mas fica), um dos garotos é o Josh, ex-namorado da sua irma mais velha (Margot), e seu melhor amigo desde criança. 

"Naquela noite escrevi minha carta para o Josh.
Querido Josh...
Chorei muito. De repente, acabou. Acabou antes mesmo de eu ter uma chance.
O importante não era Josh ter escolhido Margot. Era Margot te-lo escolhido"

    E para que essa carta não prejudique a sua amizade com Josh ela acaba inventando que está namorando com Peter Kavinsky, ex de Genevive, e o primeiro beijo de Lara Jean.

"Acho que não quero isso; é muita responsabilidade ter o coração 
de uma pessoa nas mãos" 

     Esse livro acabou se tornando um dos meus favoritos por eu ser muito parecida com a Lara Jean, os medos dela, os pensamentos, tudo... Eu me senti de volta ao ensino médio, de volta aquela bolha de dúvida e confusão. 
      A escrita da Jenny Han é maravilhosamente leve. Você começa a ler e não quer mais parar, Eu terminei o livro no meio da madrugada por que eu queria saber o que acontecia, e me arrependi por ter ido tão depressa, por que assim que eu acabei de ler, eu quis reler. 

Obs: Essa história é tudo, menos um clichê!

"Começos são sempre melhores que términos"



Conheça a sequência:
Ps: ainda amo você

Minha nota: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário