sábado, 10 de setembro de 2016

[Resenha] O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares - Ransom Riggs


    Hey pessoal, bom sábado!
   A resenha de hoje é de um livro que vem ganhando muitos leitores nesses últimos meses, O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Esse primeiro volume é da editora Leya, mas os direitos foram comprados pela Intrínseca, que vem lançando a continuidade da série. Ainda esse ano será lançada a adaptação de Tim Burton, que promete trazer ainda mais fãs para essa história emocionante e intrigante de Ransom Riggs. 



Ficha Técnica:

Título: O Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares
Título Original: Miss Peregrine's home for peculiar children
Autor: Ransom Riggs
Editora: Leya
Páginas: 336




Sinopse:
"Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas."
Resenha:

       Assim que vi as imagens, fotos que fazem parte da história, me encantei com esse livro. Tinha que lê-lo. Adorei a ideia de serem fotos misteriosas, antigas, fazendo parte de um contexto da trama do livro, isso me intrigou desde o início. O volume é lindo, seus detalhes nos remetem a um ambiente sombrio e desconhecido, o que nos torna loucos para desbravar a procura de respostas, como acontece com Jacob. 
     O protagonista, também chamado carinhosamente por seu melhor (único) amigo de "Edu Especial" (~~leiam para saber o motivo!), foi criado ouvindo histórias de seu avô Portman. Histórias fantásticas de pessoas com super força ou com o poder de voar, que fez com que vovô Portman fosse tachado de louco com a idade. Agora, já adolescente, Jacob começa a pensar que talvez não tenham sido simples histórias. E se for verdade? Ele começa a duvidar ainda mais disso, quando o pior acontece e ele se vê obrigado a tentar fazer alguma coisa para tirar aquelas dúvidas da cabeça, se não seria louco também. 

"As vezes tudo o que você precisa fazer é cruzar uma porta".

        Querendo descobrir mais sobre as pessoas das fotos antigas e histórias que seu avô lhe contara sobre crianças que conheceu no orfanato onde viveu alguns anos, Jacob viaja com seu pai para a ilha onde tudo possa ter acontecido no passado. Sendo que ele não esperava encontrar o que acaba encontrando e descobrindo sobre seu avô. 
       Com aventura, ação e alguns mistérios, o livro nos faz viajar com Jacob para essa ilha escondida. Não é um livro de terror, como muitas pessoas acham ao verem a capa e algumas imagens, e sim, um livro sobre segredos e um perigo por perto. Nos faz refletir sobre as relações algumas vezes, principalmente quando vemos os constantes altos e baixos entre Jacob e seu pai e sobre como viam a imagem do vovô Portman. Isso também é muito bacana, a relação de Jacob com o avô, já que não é tão normal vermos histórias (principalmente nesse gênero) que envolvam os avós. 

"-Ele era... meu avô... era como... 
-Se ele era como nós?
-Isso.
Ela deu um suspiro estranho.
-Ele era como você, Jacob." 

      O livro nos intriga, é bem extenso, com capítulos muito longos, mas é fácil gostar de Jacob e querer ajudá-lo com suas andanças pela ilha. A leitura não é cansativa, possui alguns pontos de humor e o romance não poderia ficar de fora (um romance bem incomum). Vale a pena conferir, já estou ansiosa para a continuação, já que no final... Bem, (não vou contar!) as crianças peculiares... vão adorar te conhecer também! :) 

"-Vocês ficam mesmo muito entediados por aqui, hein?
Ela moveu-se para me beliscar outra vez, mas detive sua mão. Não sou especialista em garotas, mas, quando uma delas o belisca quatro vezes, tenho quase certeza de que está paquerando você". 

Veja também:
Cidade dos Etéreos
Biblioteca de Almas
Contos Peculiares

Minha nota: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário