sábado, 31 de dezembro de 2016

[Resenha] Boa noite - Pam Gonçalves


  O que falar desse livro maravilhoso e super bem escrito? Mesmo falando de um tema mais pesado, ele tem uma escrita bem leve!
   Não sei nem por onde começar essa resenha, só sei que estou com um gostinho de quero mais por causa desse livro!




Ficha Técnica:

Título: Boa noite
Autora: Pam Gonçalves
Editora: Galera
Páginas: 240





Sinopse:
"Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa."
Resenha:

    Boa noite conta a história de Alina, que sempre foi uma menina invisível, bem comum. até que ela sai de Laguna e vai para a universidade e começa a morar numa república. Ela quer se tornar uma nova Alina e isso ocorre com a ajuda de Manu, Talita, Gustavo e Bernado (namorado de Talita, que é quase um morador da república). Ela acaba enfrentando muito preconceito por estar cursando um curso dominado por homens (engenharia da computação) e ela acaba se unindo automaticamente com Luana, Julia e Sabrina, que são as únicas outras garotas do curso. 
    Alina, após Manu convencê-la, começa a frequentar festas e era tudo só curtição, até começar a surgir, no início, boatos de abusos sexuais nas festas, e mais uma nova droga que alguns caras usavam para deixarem as meninas desacordadas, chamada de "suspiro". Então Alina vê que tem que fazer alguma coisa com essas meninas, ajudá-las de alguma maneira. 

"Vou dar um conselho muito importante- ela fala com um tom sério, de bronca - você nunca deve fazer nada que não queira, ok?você é caloura,ingênua e inocente, mas não diga sim para nada que não queira. Tá bom?" (pág 30)

     Esse livro com toda certeza foi um dos melhores de 2016, ele retrata temas "pesados" de uma maneira leve, e além da escritora falar deles de forma ampla, não é como se ela tivesse somente dado uma lida em algo, você consegue sentir que tem toda uma pesquisa por trás, o que deixa o livro muito mais profundo do que apenas 240 páginas. Você consegue se conectar com os personagens do livro, sentir suas dores, suas humilhações, suas tristezas e seus momentos mais confusos. 
      E além do mais, esse romance foi mega bem construído. Você term vontade de reler o livro assim que termina de lê-lo. 

Minha nota: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário