terça-feira, 21 de novembro de 2017

O que rolou no SLN - BAIXADA


   Oi, pessoal! :)
  No post de semana passada convidei vocês para o Semana do Livro Nacional - Baixada, um evento que aconteceu graças ao Bruno Silva e a Dresa Guerra (organizadores da ONG União Literária) e que, junto com o projeto idealizado pela escritora Josy Stoque, levou autores e leitores para a Casa de Cultura de Nova Iguaçu no último sábado, dia 18/11.
  Estive presente em uma das rodas de conversa como autora, o blog também foi parceiro do evento, sendo assim, resolvi contar para vocês um pouquinho do que rolou por lá, mostrando como a literatura nacional tem força e que os leitores e autores da Baixada Fluminense também fazem parte dessa história.



    O evento ocorreu, mais precisamente, na Biblioteca Cial Brito (que, importante dizer, tem um acervo incrível) e o público foi maior do que o esperado, contando com quase 200 pessoas. Foi gratificante ver o espaço lotado, gente se espremendo para conseguir seu lugar de onde pudesse ouvir os bate-papos e, até mesmo, para conseguir um lugar em pé, no cantinho. 
    As mediações com os autores convidados foram intercaladas por brincadeiras entre os próprios autores e leitores, criando um forte laço de amizade onde foi divertido ver a participação de todos.


    A primeira roda de conversa falou sobre "Publicações", com mediação da booktuber Kelly Cominoti. Os autores trataram sobre os meios de publicação digital e física, contando suas experiências nas vendas e alcance de leitores, além de abordar sobre as produções por editoras tradicionais e independentes, e o trabalho por trás das editoras.
   "Lançamentos" foi o tema da segunda mediação, feito por Paloma Viricio. Os autores falaram sobre as tendências lançadas esse ano e as esperadas para 2018, também comentando sobre formas de destaque nas plataformas digitais. 
   Os bate-papos seguidos, "Redes sociais" e "Plataformas digitais", mediados respectivamente pela Kelly e, também autora, Dresa Guerra, comentaram sobre a importância do contato com os leitores por sites como a Amazon e o Wattpad, muito conhecidos no meio literário. Outro ponto muito comentado pelos autores foi a necessidade de se preocupar com a construção da imagem do seu livro online, se atentando, por exemplo, para: revisão, capa, sinopse e uma divulgação saudável pelas redes sociais, para que se crie um público. 

     A mesa sobre "Eventos literários", onde estive com os autores Marlon Souza, Eloá Gaspar e Lu Ain-Zaila, com a mediação da autora Carol Dias, contou um pouco mais sobre a criação de eventos - como o citado Litera Caxias - e o impacto que eles geram tanto para os leitores como também para os escritores. 

    Foi assim que aproveitei para dizer o quanto me sinto contente em ter participado de quase dez eventos em menos de cinco meses, desde a publicação física de Shine Moon. É uma forma de entrarmos em contato com o que está sendo dito e produzido no universo literário e também nos faz, além da oportunidade de divulgar nosso trabalho, conhecer pessoas maravilhosas que se importam em te ouvir e apoiar mesmo sem nunca ter esbarrado com seu nome por aí (lembrando o fato de eu ser autora iniciante). Sem contar que eventos assim promovem cada vez mais incentivo á leitura e á literatura nacional, que infelizmente muitos ainda desconhecem, graças a enorme visibilidade que a literatura estrangeira sempre teve.
    E por esse caminho o último bate-papo encerrou falando sobre a "Baixada na Literatura", com mediação da blogueira Beatriz Vianna. A experiência deles em eventos nos fez caminhar pelo tempo em que eles começaram sua jornada com quase nenhum tipo de incentivo á leitura ou a produção literária, principalmente aqui em Duque de Caxias. Foi dado foco em quanto devemos correr atrás dos nossos sonhos e persistir sempre, pois ser leitor/escritor nacional nunca foi fácil.


Presença dos autores Vinicius Grossos, Leonardo Antan, Luciane Rangel, Alice J. Verne e Aurélio Simões
    A criação de eventos assim, que agora para de engatinhar para dar seus primeiros passos na Baixada, é um dos pontos chave para se parar de dizer que brasileiro não lê e que, ainda por cima, se faz sim literatura aqui!!!
    Esse ponto foi muito repetido durante todos os bate-papos, pois é visível a falta de incentivo á leitura no país, ainda mais nas áreas mais afastadas do centro, onde há a dificuldade de se chegar a eventos grandes como a Bienal do Livro - que muitas vezes é visto como se fosse o único evento literário. Com isso, a criação de bibliotecas, feiras literárias e eventos como esse precisam ser pensados, como também a aproximação de autores e leitores para que se conheça sobre o mercado editorial e incentive novos autores. 
   Uma das ações diferenciadas promovida pelo SLN Baixada foi a doação de um exemplar, que alguns autores fizeram para a Biblioteca Cial Brito (onde foi realizado o evento). Isso, nem seria preciso dizer, é uma importante ajuda para a multiplicação da literatura nacional, começando pelas escolas, lugar que é preciso estar em conjunto com a preocupação da formação cultural.


Autora Janda Montenegro 
Autora Luciane Rangel 







    O evento favoreceu a venda de livros dos autores convidados, como também a presença dos parceiros do evento para apresentar seus produtos (broches, marcadores personalizados e etc). Infelizmente não conseguimos fotos de todos, mas da para ter uma ideia de como o SLN foi organizado com muito carinho.
    Foi com toda certeza um dos eventos em que eu mais vi o comprometimento com o fazer literatura, onde todos estavam envolvidos, mostrando cada vez mais que merecemos sim valorizar o autor e o leitor nacional.

           

Acima, livros do autor J. Magnane, o autor Aurélio Simões e à direita livros do autor Marlon Souza

    Com isso, desejo novamente parabéns a todos os envolvidos e que a Baixada cresça no falar cultural, no fazer cultural e no orgulho do que é produzido aqui! #AbraceUmAutorNacional 


Fotos: Taynara Rosa

2 comentários:

  1. Gente, como eu não vi isso antes? Obrigada pelo carinho e participação. Estamos juntos para levar a Literatura cada vez mais pela Baixada :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, de nada Dresa!
      E sim, continuamos na luta pela literatura :)

      Excluir